terça-feira , 23 abril 2019

10 temas de redação mais prováveis

10-temas-de-redação-mais-prováveis
10 temas de redação mais prováveis
O Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) de 2016 acontecerá em novembro, já que se trata de um ano de eleição, e uma das coisas que mais preocupam os candidatos é a redação. O tema da redação do ENEM sempre é um mistério que muitos tentam “adivinhar” com antecedência para ajudar os candidatos a se prepararem da melhor forma possível – às vezes, alguns o acertam, mas muitas vezes não. De qualquer forma, uma coisa deve ser entendida: assim como toda a prova do ENEM, o tema da redação será um assunto atual, que é ou foi recentemente muito comentado, que exige conhecimento e capacidade de formação de opinião de cada candidato, podendo até mesmo ser um assunto polêmico. E no ENEM 2016, qual será o tema da redação, hein?

Bom, não vamos tentar adivinhá-lo aqui, mas podemos lhe dar ótimas sugestões de temas atuais que têm grandes chances de cair no ENEM 2016. Olhando estes temas, você poderá se preparar por estuda-los um pouco mais, ler matérias recentes sobre eles, bem como treinar a escrita de redações dissertativo-argumentativas sobre eles – que é o modelo de redação exigido no ENEM. Seguir o tema da redação do ENEM e saber desenvolvê-lo coerentemente é um dos requisitos para não zerar na redação, portanto, vamos ver algumas possibilidades de temas da redação do ENEM 2016.

Possíveis temas ENEM 2016

Como mencionamos, os temas da redação são temas atuais, que abrangem o Brasil e o mundo e, por isso, podemos chama-los até mesmo de “temas de peso”. Dessa forma, dando uma olhada nos acontecimentos recentes, acreditamos nos seguintes temas para a redação deste ano:

1. Endemias: Com os constantes casos de doenças virais atualmente no Brasil e no mundo, esse pode ser um tema bem provável do Enem 2016.

2. Jogos Olímpicos 2016. Neste ano, o ENEM ocorrerá após os Jogos Olímpicos que serão realizados na cidade do Rio de Janeiro. Sobre isso, é possível discutir sobre os investimentos necessários para que a cidade tenha a infraestrutura que este tipo de evento mundialmente esperado necessita. Também é possível ainda falar sobre a violência que pode ficar ainda mais evidenciada neste tipo de evento e sobre os perigos existentes. Mas mudando o rumo, ainda é possível discutir sobre os benefícios econômicos que podem ser obtidos por recebermos tantos estrangeiros no país e por tantas pessoas viajarem (mesmo os brasileiros que não são cariocas) para prestigiar o evento.

3. Conceito de família no século XXI. Nas últimas décadas, o conceito de família mudou muito. Antes, só era aceita como família aquela formada por homem, mulher e, consequentemente, filhos. Mas hoje dizer que família só pode ser considerada uma família se ela for formada por um casal heterossexual, é considerado um extremo preconceito. E seguindo esta mudança, vêm os governos de muitos países que têm legalizado a união civil de casais homossexuais. A sociedade tem o direito de aceitar ou não essa situação? Até que ponto uma opinião pode não ser considerada um preconceito?

4.Maioridade penal. Esse tema ficou na boca do povo e dos políticos por um bom tempo no ano de 2015. Isso ocorreu porque, devido à grande criminalidade existente no país causada principalmente por menores de idade, viu-se a possibilidade de tentar diminuir esses crimes por reduzir a maioridade penal de 18 para 16 anos. Mas o que isso mudaria na sociedade? O que isso mudaria na vida dos jovens criminosos? Seria bom ou ruim? Essas eram as preocupações de políticos, juízes, advogados, profissionais da educação e assim por diante. O que você pensa sobre isso?

5. Estímulo para a melhora da saúde. Todos sabemos que quanto mais saudável uma população de um país é, menores serão os gastos do governo com hospitais, médicos, remédios, tratamentos de saúde e assim por diante. E claro, também pensando na vantagem de se ter uma saúde melhor, os governos de muitos países têm estimulado a população a se preocupar mais com a sua saúde através da prática regular de exercícios físicos e da boa alimentação. O que mais o governo poderia fazer para incentivar a população a melhorar a sua saúde? Quais serão os benefícios, de todos os âmbitos, a longo prazo?

6. A fome e o desperdício. De um lado, pessoas consumistas e que não pensam duas vezes antes de gastarem seu dinheiro com comidas industrializadas ou fastfoods (que economizam muito tempo da vida corrida que todos levamos), de outro lado, pessoas que sequer têm o que comer durante o dia todo. E por um outro lado ainda pior, empresas alimentícias jogando toneladas e mais toneladas de comida fora. E não são apenas as empresas que fazem isso, mas cada um de nós também – deixamos a comida estragar na geladeira e, claro, sempre vai alguma coisa (ou muita coisa) para o lixo. Que desigualdade é essa? O que poderia ser feito para mudar isso? Quem está certo e quem está errado nessa história? Onde a preocupação com a economia deve entrar?

7. Aquecimento global. Esse tema é antigo nos jornais e nos estudos científicos, mas já percebeu como ele “nunca sai de moda”? O aquecimento global só piora e os seus maus resultados também são cada vez mais catastróficos. Mais calor, mais frio, mais chuvas, mais seca, mais descontrole, mais tornados, mais terremotos, mais tsunamis, mais tudo de ruim que você possa imaginar. Mas, por que? Poluição? “Descontrole” econômico cegando as pessoas e as empresas? Qual é a explicação disso tudo? Quem é o culpado? O que pode ser feito para reverter esta situação ou até onde você acha que ela irá chegar?

8. Religião. Infelizmente, a religião tem sido o motivo de algumas guerras e atentados terroristas pelo mundo todo. Muitas pessoas inocentes perdem a sua vida nesse cenário nojento de conquistar “objetivos desprezíveis”. A religião é mesmo a causa das guerras e dos atentados? Isso deve ser generalizado como tem sido feito pelo governo dos EUA, por exemplo? Acabar com as religiões seria a solução de boa parte dos problemas do mundo? Ou são apenas algumas pessoas que não estão agindo corretamente? Até que ponto as guerras em nome de algumas religiões serão toleradas?

9.Vícios. O que é um vício para você? Já parou para pensar que um vício pode ser qualquer coisa – vício em drogas, em compras, em sexo, em bebidas alcoólicas, enfim, em qualquer coisa que atrapalhe a vida do viciado e de toda a sua família. Pensando nisso, quem poderia ser de ajuda para esta pessoa? Há algo que o governo poderia fazer para ajudar estas pessoas, além do que já tem sido feito? O que o vício pode mudar, exatamente, na vida dessas pessoas, de sua família e de todos os demais ao seu redor?

10. Limites do humor. Até que ponto uma pessoa pode fazer uma piada sobre qualquer assunto que ela queira ou falar qualquer coisa que ela queira sobre alguém, sobre uma situação, sobre uma opinião, sobre uma escolha ou sobre um ponto de vista alheio? Hoje em dia, todo mundo escreve e fala o que quiser em redes sociais e acha que isso deve ser considerado liberdade e totalmente impune. Mas isso é verdade? Que medidas deveriam ser tomadas para quem demonstra, através de “simples piadas”, preconceitos muito claros? O humor deveria ter um limite estabelecido? O que é, dentro desse âmbito, a liberdade de expressão?

As possibilidades de temas para a redação do ENEM 2016 são inúmeras, porém, a melhor maneira de se preparar é lendo e estudando sobre tudo, não deixando de escrever muitas redações até a data das provas. Como ninguém sabe ainda qual será o tema exato, é melhor se garantir treinando todos os possíveis. Quanto mais você ler, mais conhecimento terá, o que levará a sua redação a ter um conteúdo mais complexo e a sua nota vai parar lá em cima. Já pensou que legal seria tirar a nota máxima? Boa sorte!

Ótima redação para você!

Dicas para o ENEM 2016. www.enem2016.biz
Site do INEP: http://enem.inep.gov.br/
Página do participante: http://enem.inep.gov.br/participante/

10 temas de redação mais prováveis
5 (99.45%) 621 votos

Sobre Concursos Abertos